Sindserv notifica Prefeitura após marmitas estragadas na UPA

Denúncias foram protocoladas na Vigilância Sanitária e Ministério Público

continua depois da publicidade

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Poços de Caldas (Sindserv) protocolou duas denúncias e notificou a Prefeitura após as marmitas dos servidores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) chegarem estragadas mais uma vez.

Segundo a presidenta do Sindicato, Greice Keli Alves, a situação é recorrente. Na noite de segunda-feira, 5, ela esteve na UPA após denúncia anônima e constatou que as marmitas dos servidores que trabalham no turno da noite estavam novamente estragadas.

“As marmitas estavam todas impróprias para o consumo e com um cheiro horrível. É algo que não pode mais acontecer”, disse a presidenta.

Diante da situação, na tarde de ontem, 6, o Sindicato protocolou duas denúncias: uma delas à Vigilância Sanitária e outra ao Ministério Público do Trabalho. Além disso, a Prefeitura também foi notificada.

“Infelizmente, os servidores da UPA estão sendo expostos a várias situações delicadas: estão trabalhando com quadro de pessoal incompleto, expostos a uma reforma demorada e que aos olhos de alguns servidores não é funcional e ainda tem essa questão das marmitas. É um direito básico a alimentação que está sendo tolido”, reforçou a secretária-geral, Renata Assis. Ainda segundo a presidenta, o Sindicato continuará atento a essa situação. “Os servidores da UPA são trabalhadores da linha de frente e que cuidam da nossa população. Infelizmente eles estão sendo tratados com descaso pelo poder público e a gente não vai aceitar”, concluiu.