Exposição no IMS é mergulho na história de Poços e sua gente

Entre 1958 e 1982, Limercy Forlin (1921-1986) comandou seu estúdio fotográfico na cidade de Poços de Caldas


A equipe da Secretaria Municipal de Cultura prestigiou, nesta semana, a mostra “Retratos de Limercy Forlin”, em exposição no Instituto Moreira Salles (IMS). O que era para ser uma visita técnica se transformou em um mergulho na memória da cidade, a partir de descobertas pessoais.

Mês a mês, os rostos retratados pelo icônico fotógrafo foram sendo reconhecidos com exclamações da vívida alegria do reencontro.

Mais que imagens que compõem uma mostra artística, as fotos se ligam ao passado e à formação simbólica do povo poços-caldense. São mães e pais, tios e tias, professoras e professores, pessoas que construíram e constroem a cidade.

Entre 1958 e 1982, Limercy Forlin (1921-1986) comandou seu estúdio fotográfico em Poços de Caldas. Pelo local, passaram desde políticos e figuras conhecidas da região até profissionais liberais, operários e imigrantes.

Também foi em seu estabelecimento que muitas mulheres tiraram suas primeiras fotografias para as carteiras de trabalho. A mostra é um recorte desse vasto acervo, testemunho da história dos habitantes da cidade.

A exposição foi inaugurada no sábado, 15, e marca a reabertura do IMS ao público. Para visitar a mostra, é obrigatório o uso de máscaras, entre outras medidas adotadas para garantir a segurança de todos.

Com curadoria de Teodoro Stein Carvalho Dias, a seleção ocupa dois andares do centro cultural. No pavimento superior, estão reunidos aproximadamente 7.500 retratos em preto e branco, impressos em tamanho 9 x 12 cm.

continua depois da publicidade



As imagens, feitas por Forlin entre 1958 e 1982, provêm do acervo do fotógrafo, sob a guarda do IMS desde 2016. A maior parte dos retratos foi tirada para ilustrar documentos da população, como RG e carteira de trabalho.

Para conceber a mostra, o curador mergulhou no arquivo do fotógrafo e selecionou de 10 a 15 aniversariantes para cada dia do ano, em um período que vai de 1958 a 1982. Os retratos foram distribuídos nas paredes do IMS Poços, seguindo a lógica do calendário. Para cada dia do ano, há uma coluna com as imagens dos aniversariantes.

“Talvez esta seja a exposição mais representativa e popular sobre a história de Poços de Caldas. É literalmente a cara da cidade em toda a sua diversidade. A curadoria foi tremendamente feliz ao conduzir a mostra pelas datas de aniversário, o que nos faz construir uma relação de afeto e reconhecimento”, destaca o secretário municipal de Cultura, Gustavo Dutra, que encontrou uma fotografia da mãe ainda criança entre as mais de 7.000 fotos expostas.

Em 2016, quando o Estúdio Fotográfico Limercy encerrou suas atividades em Poços de Caldas, os herdeiros do fotógrafo doaram seu acervo de negativos ao IMS. A coleção é composta por cerca de 400 mil negativos, em preto e branco e cromos, que foram arquivados no estúdio entre 1958 e 2002.

continua depois da publicidade

QUEM É QUEM
Nascido em 1921, numa família de imigrantes italianos, Limercy Forlin vivia na cidade vizinha de Vargem Grande do Sul (SP). Com 24 anos, partiu para o novo destino, em busca de oportunidades econômicas. Em Poços de Caldas, consolidou-se no ramo da fotografia, comandando o negócio junto com sua esposa, Zizi Forlin.

A exposição reproduz o método que Limercy e Zizi Forlin adotaram para arquivar seus negativos no estúdio. Com fins comerciais, o acervo era organizado a partir da data de aniversário dos clientes. Cada foto era colocada em um envelope, com o nome e o dia do nascimento do retratado.

Os envelopes eram guardados em gavetas, subdivididas pelos meses e dias do ano, em ordem alfabética. Quando um cliente retornava para fazer um novo retrato, seu envelope era localizado pela data de aniversário, e o novo negativo era arquivado juntamente com os de fotografias anteriores.

Assim, há no acervo imagens de pessoas que Forlin retratou em momentos distintos da vida, da juventude à velhice.

Em cartaz até 9 de janeiro, a exposição é também um convite aos habitantes de Poços de Caldas para relembrarem a história da cidade a partir dos rostos de quem a construiu e constrói diariamente.

Serviço
•Mostra “Retratos de Limercy Forlin: um recorte na história de Poços de Caldas”
•Até 9 de janeiro de 2022
•IMS Poços: Rua Teresópolis, 90, Jardim dos Estados / (35) 3722-2776
•Horário de funcionamento: terça a domingo e feriados (exceto segundas), das 14h às 19h
•Entrada gratuita.