Homem é morto após ameaçar policiais com arma de fogo

Homem havia ameaçado também a ex-namorada devido ao término do relacionamento


Um homem foi morto após ameaçar com uma arma de fogo policiais militares em Andradas, na madrugada desta segunda-feira, 27, por volta de 1h.

O indivíduo invadiu a casa de sua ex-namorada, insatisfeito com o término do relacionamento, e proferiu diversas ameaças de morte à vítima, inclusive apontado para ela uma arma de fogo.

A vítima e sua mãe correram para a via pública para pedir socorro e o autor fugiu do local em uma motocicleta.

A Polícia Militar realizou rastreamento, sem êxito em sua localização. Posteriormente, às 4h10, o suspeito chegou à casa de seus pais, localizada à rua Paulo Sérgio Mosconi, no bairro Chácara Piraptinga, quando passou a promover quebradeiras. Diante da situação, sua mãe acionou a PM.

Como era sabido que o suspeito estava armado, os policiais foram ao endereço e entraram na residência com autorização de seu pai, mas ele não foi localizado.

Testemunhas que estavam no local relataram que o indivíduo pulou o muro e se escondeu no telhado de uma residência, mas novamente não foi localizado. Novas informações de que ele retornou à residência de seus pais foram recebidas e a equipe policial foi ao seu encalço, localizando-o sobre o muro, com a arma de fogo na mão.

Em conversa com ele, na tentativa de persuadi-lo a se entregar, o homem não obedeceu e apontou a arma para o policial militar. Segundo a PM, esgotadas todas as possibilidades de conversa com ele, devido ao seu alto grau de agressividade e o extremo perigo que oferecia aos policiais envolvidos na ocorrência, fez-se necessário o disparo, conforme estabelece os protocolos de atuação policial em casos de utilização de arma de fogo.

O suspeito fugiu e caiu alguns metros a frente, próximo ao portão de entrada da casa, ainda com a arma em punho.

Ele foi desarmado pelos policiais militares e constatado sangue em suas roupas, sendo acionado o serviço de atendimento do SAMU, que quando chegou ao local, constatou o óbito do indivíduo. A perícia técnica compareceu ao local e realizou os trabalhos de praxe, liberando o corpo para a funerária local.