Extrema passa Poços e já tem o segundo maior PIB do Sul de Minas

Com R$ 6,819 bilhões, Pouso Alegre lidera o ranking

O IBGE divulgou na semana passada os dados referentes ao Produto Interno Bruto (PIB) relativos a 2016.

A novidade é que no ranking regional, Extrema ultrapassou Poços de Caldas e agora detém a segunda maior economia do Sul de Minas, atrás apenas de Pouso Alegre. Com R$ 6,819 bilhões, Pouso Alegre se mantém na primeira colocação. Extrema, com R$ 6,179 bilhões, vem a seguir.

Em terceiro lugar, Poços produziu R$ 6,117 bilhões. Mais distante, em quarto lugar, aparece Varginha, com R$ 4,482 bilhões. Itajubá fecha o ranking das cinco principais cidades da região, com R$ 2,644 bilhões.

POLO INDUSTRIAL
Com apenas 35 mil habitantes, Extrema fica localizada em uma posição estratégica na região, bem na divisa do Estado de São Paulo e às margens das principais vias de escoamento do Sudeste. A cidade conta atualmente com 325 industrias instaladas, em 14 setores diferentes, o que justifica o crescimento do PIB local, puxando para cima a geração de empregos e a atração de novas plantas industriais.

Para 2019, por exemplo, existe uma previsão de R$ 1 bilhão em novos investimentos feitos por indústrias. Há praticamente 10 anos, Extrema era a quinta colocada no ranking dos maiores PIBs do Sul de Minas.


Faça uma assinatura trimestral digital do Jornal da Cidade por apenas R$ 30 e ganhe 2 ingressos para qualquer sessão no Centerplex Cinemas. Pague por Paypal: e rápido, fácil e seguro!

Compre a edição digital do dia por apenas R$ 1! Pague por Paypal: e rápido, fácil e seguro!