Poços recebe 3,7 mil doses extras de vacina contra a gripe

A campanha oficialmente terminou na sexta-feira, 9, depois de ser prorrogada por duas semanas

Essa é a última chamada para quem tem interesse mas ainda não se vacinou contra a gripe. A campanha oficialmente terminou na sexta-feira, 9, depois de ser prorrogada por duas semanas. Poços recebeu doses extras de vacina contra a gripe.

Segundo o Ministério da Saúde, foram imunizados 80% do público-alvo em todo o Brasil, a meta era imunizar 90%. Em Poços de Caldas, este índice estava em 77,38% até o dia 2 de junho, quando os resultados das 19 salas de vacinação do município foram atualizados na base de dados.

As 3.700 doses extras recebidas na segunda-feira, 12, estão sendo distribuídas nas 19 salas de vacinação, como explica Gisele Scatola, responsável técnica de imunização. “Em algumas salas, nosso estoque havia se esgotado na sexta-feira, por causa da procura maior, depois que a vacina foi liberada para todos os públicos. Com essa nova remessa, os 19 postos devem estar com os estoques regularizados nos próximos dias”.

A vacinação segue aberta a toda a população, até o fim dos estoques, mas o secretário de Saúde, Carlos Mosconi (PSDB), faz um apelo para que as pessoas pertencentes ao grupo prioritário, estabelecido pelo Ministério da Saúde e que ainda não se imunizaram, procurem a vacina, especialmente as crianças.

“Ainda estamos com um percentual baixo de vacinação entre as crianças e coincidentemente, nas últimas semanas, a UPA registrou um aumento considerável de casos de quadros gripais com atendimento às crianças. O frio já chegou e o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que fazem a proteção contra a gripe, então a vacina é importante porque é prevenção especialmente para este público mais vulnerável”, disse

O atendimento nas salas de vacina é de segunda a sexta (exceto feriados), das 8h às 16h30. É importante levar um documento oficial com foto ou o cartão de vacinação.

COBERTURA VACINAL
Do grupo considerado prioritário para receber a vacina pelo SUS, os idosos têm a maior cobertura vacinal, 86,13%, seguidos dos trabalhadores da saúde com 83,89% e das puérperas, mulheres que tiveram bebê recentemente, com cobertura de 63,86%. Depois, vem as gestantes com 63,13% e, entre as crianças com menos de 5 anos, a cobertura estava em 53,71%.

Também fazem parte do grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde: indígenas (sem população em Poços), população privada de liberdade e trabalhadores do sistema prisional e pacientes com comorbidades, doenças crônicas ou que possam comprometer a imunidade. A novidade deste ano foi a inclusão dos professores das redes pública e privada de ensino no grupo prioritário.