Bastidores 24/06/22

O jornalista Rodrigo Costa comenta os principais fatos dos bastidores de Poços de Caldas.

LADEIRA ABAIXO
Na tarde de ontem, 23, com apenas um voto contrário, a Comissão de Constituição e Justiça aprovou as modificações e revogações da Lei nº 9.052/2015, que dará sinal verde para que a Câmara Municipal de Poços de Caldas aumente em 100% o número de cargos comissionados da Casa. Com parecer favorável também das assessorias Jurídica e Técnica Legislativa, o projeto de lei que segue em regime de urgência deve ser votado já na próxima terça-feira, 28.

VALE REPETIR QUE…
Os atuais assessores Jurídico e Técnico-Legislativo da Câmara Municipal exercem irregularmente a função como comissionados, que deveriam ser obrigatoriamente preenchidas por concursados. Uma grave afronta à Constituição e à moralidade administrativa.

continua depois da publicidade

GASTOS
Caso o projeto seja aprovado, os gastos com a folha de pagamento dos atuais assessores passariam de R$ 55 mil mensais para R$ 115 mil mensais.

COM A PALAVRA, O PRESIDENTE
Em contato através do WhatsApp, o presidente da Câmara Marcelo Heitor (PSC), enviou o projeto de lei. Ele disse não saber quem teria passado as informações para a Coluna Bastidores, mas que tomou a liberdade de repassar algumas informações que as assessorias Jurídica, Financeira e Técnica-Legislativa analisaram e orientaram pela correção em virtude de várias inconstitucionalidades existentes. Finalizou dizendo: “como sei que neste ano eleitoral, alguma (sic) pessoa tem interesse de sempre se sobressair em todas as situações, infelizmente vale tudo”.

TEM MUITO VEREADOR RUIM
Já o vereador Tiago Braz disse que o número de comissionados não passará o número de efetivos como foi informado. Que sua atual assessora, que é advogada, se dedica hoje ao trabalho jurídico do gabinete e que o novo assessor a ser contratado faria os demais trabalhos que praticamente são todos feitos por ele. Tiago Braz aproveita para dizer que no caso dele, esse novo profissional ajudaria bastante. “Vai ajudar nas redes sociais? Provavelmente em um ou outro momento, sim”, diz. Um dia antes, em outra mensagem, disse que o tema é delicado. “Tem muito vereador ruim e que não trabalha e isso reflete nos que trabalham”, completa. E finaliza: “Para quem não trabalha, um assessor é muito. Para quem trabalha, dois ainda fica apertado”. O parlamentar aproveitou também para parabenizar a Coluna Bastidores por sua atuação.

RODAPÉ
Ao apoiar a contratação de um novo assessor parlamentar, o vereador Kleber Silva (Novo) continuará com suas postagens se vangloriando por economizar ligação telefônica e papel?