Alumínio é parte das tendências de decoração previstas para 2023

continua depois da publicidade

As tendências de decoração variam ano a ano, mas alguns estilos estão sempre em alta, seja pelo custo ou versatilidade, como o minimalismo e o industrial, que foram listados pela Casa Vogue como uns dos estilos mais importantes de se conhecer.

Assim como a estética se repete, os materiais curingas para compor a decoração também. Entre eles, podemos citar a madeira e o alumínio.

Antes de escolher um estilo, é necessário entender quais seus principais componentes. Por exemplo, no minimalismo a principal ideia é não causar poluição visual, usando poucos itens e substituindo conjuntos por peças únicas.

Desta forma, um conjunto de poltronas pode ser substituído por apenas um sofá. As cores são liberadas, mas muitas vezes quem opta por essa decoração prefere cores claras, preto e braco, ou itens metálicos.

Outro exemplo é o industrial, ele também incorpora elementos do minimalismo, mas com elementos mais típicos. O estilo aproveita paredes sem pintura e tijolos expostos para compor a decoração e, junto com essas características, inclui materiais mais rústicos, como couro, alumínio, madeira não tratada e concreto. As cores usadas são mais escuras e os tons frios.

Quanto aos materiais usados, o morador precisa analisar quais suas funções práticas.

“Todas as peças tem suas limitações. Uma casa litorânea, com estilo industrial e com vários elementos de madeira, por exemplo, pode ter sua decoração estragada pelo efeito da maresia. Nesse caso, a substituição pelo alumínio pode ajudar na duração dos itens”, explica especialista em alumínios e gestor da divisão de laminados da franquia Mundo Serralheiro, Trajano Neto.

“O material escolhido também deve ser condizente com sua aplicação. Uma maçaneta de madeira, se enquadra no estilo mid-century. De acrílico, pode estar no boho chic. Já no alumínio, ela vai para uma vertente industrial”, completa.